Consumo aumentou cerca de 30% em 2020

A cada 10 brasileiros 9 bebem café todos os dias

Foto: Freepick/Racool Studio

Só de ler o título deste artigo você já sentiu aquele aroma delicioso e deu vontade de beber um cafezinho? No dia 24 de maio, Dia Nacional do Café, comemora-se o início da colheita do grão em grande parte das regiões cafeeiras do país. O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo, seguido por Vietnã e Colômbia. E, como homenagem, a Frubana preparou um Dicionário do Café, com 12 diferentes formas de servi-lo aos seus clientes. Confira! 

Café Coado 

É aquele tradicional cafezinho passado em casa, sem muitos truques. Pode ser passado em coador de pano ou de papel.

Irish Coffee 

Esse esquenta! Receita original da Irlanda, além do café adoçado, o Irish coffee leva uma dose de uísque islandês e uma camada de creme feito à base de chantilly. 

Café Affogato 

Indicado para os dias quentes, o Affogato é considerado uma sobremesa tradicional na Itália. Seu nome significa “afogado” e diz muito sobre seu preparo: uma bola de sorvete “afogada” em café espresso. 

Capuccino

Essa é uma das formas mais conhecidas de servir um bom café! Invenção italiana, o cappuccino mistura o café espresso com leite vaporizado, resultando em um creme espesso e delicioso.

Café Bulletproof

Café fitness? É isso mesmo, produção? Sim! Essa é a proposta por trás do Bulletproof, o café à prova de balas”. Filtrado com óleo de coco e manteiga sem sal ou ghee (manteiga clarificada), o bulletproof é indicado para dietas com o consumo de gorduras saudáveis.

Café Espresso 

Feito à base de grãos espremidos (“espresso” em italiano), encorpado e de sabor forte, quando bem feito apresenta duas camadas: a bebida e seu creme, que tem a função de preservar o aroma e a temperatura, além de incorporar o retrogosto do café. 

Café Americano 

Geralmente confundido com o Café Coado, o Café Americano se diferencia pelo preparo: depois de coado normalmente, adiciona-se um terço de água a mais. O resultado é uma versão mais suave, de cor clara.

Café Machiato

Mais um café com nome italiano, macchiato siginifica “manchado”, o que já dá uma dica sobre esta bebida. O Café Machiato é um Café Expresso com um pouco de leite, tão pouco que nem chega perto de ser um “pingado” como conhecemos no Brasil. A intenção é adicionar apenas uma espuma, a crema, para quebrar a intensidade do sabor.

Ristretto

Versão forte e concentrada, o Ristretto é preparado com a mesma quantidade de café do Espresso mas com metade da quantidade de água. 

Cold Brew

Café que passa por infusão a frio e tem um sabor mais aromático e menos ácido do que o tradicional. Pode ser consumido quente ou gelado. 

Mocha ou Moccacino

Uma variação do Cappuccino com adição de chocolate e chantilly (opcional)! Excelente pedida para os dias frios.

Café Frappe

Outra bebida gelada com café, o frappé é originário da Grécia e é muito semelhante ao café gelado. É feito a partir de café solúvel e cubos de gelo, e espumado com shaker ou mixer. 

Foto: Freepick/Wirestock

EXTRA: Consumo de Café no Brasil

Você sabia que 9 entre 10 brasileiros acima de 15 anos apreciam um bom café todos os dias? Em 2020, o consumo do grão registrou aumento médio de 30% na temporada mais fria do ano, segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic). De acordo com a Abic, o café é a segunda bebida mais consumida no mundo e perde somente para a água. Estima-se que mais de 2 bilhões de xícaras são servidas diariamente nos seis continentes.